Política

"Não sabe brincar, não desce pro play"

Um dos maiores erros em uma guerra é subestimar seu oponente, tal atitude demonstra não só soberba como despreparo para lidar com situações de conflito.
(Foto: Reprodução Internet)

“NÃO SABE BRINCAR NÃO DESCE PRO PLAY”

Um dos maiores erros em uma guerra é subestimar seu oponente, tal atitude demonstra não só soberba como despreparo para lidar com situações de conflito.

Sun Tzu, general e filósofo chinês, nascido em 545 a.C. escreveu:  “Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas” (A Arte da Guerra).

Talvez, Joice, Delegado Waldir, Felipe Francischini e outra dúzia de deputados tivessem lido “A Arte da Guerra”, não teriam cometido a infantilidade de subestimar Bolsonaro.

Numa jogada de mestre, Bolsonaro não só expôs toda a maracutaia armada contra si, como lançou luz e revelou a face de cada um dos participantes da mesa da vergonha.

O Capitão reformado, presidente do Brasil e deputado federal por 27 anos, aplicou um Katagatame nos desertores, que atordoados veem o juiz se aproximando para encerrar o combate e declarar Bolsonaro vitorioso por finalização.

Dizem que a pedrada que mais dói é a lançada de perto, no caso de Bolsonaro, não duvide se ele construir uma fortaleza com elas.

Uma dica aos deputados: O livro custa R$ 19,90 na Amazon.

“Não sabe brincar, não desce pro play”

Me siga no twitter @jcesargomes