Geral

Na mira da polícia ciclistas que agrediram motorista de ônibus em Curitiba

Polícia do Paraná esta na mira dos ciclistas agressores do motorista de ônibus em Curitiba
(Foto: Reprodução/RPC)

Segundo a reportagem da Bandnews,  polícia tenta identificar ciclistas que agrediram um motorista do transporte público de Curitiba. Segundo o profissional, ele foi ferido depois de tentar conversar com o grupo que estava segurando na parte traseira e lateral do ônibus, ação conhecida como “pegar rabeira”.

O caso aconteceu ontem (25) à tarde, na estação-tubo Bruno Filgueira, que fica na rua Padre Anchieta, no bairro Bigorrilho. O ônibus, da linha Centenário/Campo Comprido, seguia pela canaleta de uso exclusivo em direção à Praça Rui Barbosa.

Ao perceber a presença dos ciclistas presos à lataria do veículo, o motorista parou e desceu para alertá-los. Foi quando a confusão começou. O motorista trabalha na função há 16 anos e diz que nunca tinha passado por uma situação como essa. Ele conta que as agressões começaram depois de uma ameaça, feita por um dos integrantes do grupo.

Por questões de segurança, ele teve a voz distorcida e pediu para não ser identificado na reportagem.

Com ferimentos no rosto e na cabeça, o motorista seguiu viagem com o veículo até a Praça Rui Barbosa, no Centro, e entrou em contato com a empresa para relatar a ocorrência. Ele foi substituído por outro motorista e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Sítio Cercado para receber atendimento médico.

Além de agredir o motorista, o grupo também quebrou lanternas do veículo. Um boletim de ocorrência foi registrado. É proibido circular de bicicleta nas canaletas de uso exclusivo dos ônibus. Em nota, o Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba (Setransp) afirma que “já vem alertando as autoridades sobre esse problema com ciclistas” e que “vai reforçar o pedido para que sejam tomadas ações efetivas, a fim de que esses episódios não voltem a ocorrer.”

A Urbanização de Curitiba (Urbs) afirmou que a Guarda Municipal procura inibir atitudes perigosas, como ciclistas que, além de estarem na canaleta exclusiva para ônibus, tentam pegar carona na traseira do veículo.

Fonte: Ana Flavia Silva/BandNews