Política

Diretor de Comunicação de Mandetta foi porta-voz do PT no DF e braço direito de Orlando Silva do PC do B

O diretor de Comunicação do Ministério da Saúde, Ugo Braga chefiou a comunicação do governo petista do DF de Agnelo Queiroz e depois de se desentender com uma ala do partido se aliou a José Roberto Arruda, pivô do mensalão do DEM. Ele não foi nomeado pelo governo Jair Bolsonaro. Ugo Braga teve sua nomeação em 2018, no governo Michel Temer e permaneceu no governo em um acordão do DEM.


https://www.jusbrasil.com.br/diarios/191966924/dou-secao-2-24-05-2018-pg-2

Veja notícia da nomeação de Ugo Braga para ser o porta-voz do governo petista no DF

http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2012/01/ugo-braga-sera-porta-voz-do-governo-do-df.html

Ugo braga chefiou a Comunicação do Ministério do Esporte que era do PC do B
Em 2015, Ugo Braga chefiou a comunicação do Ministério do Esporte, loteado para o PC do B de Orlando Silva. Ele foi responsável pela renovação dos contratos de comunicação provenientes do pregão 02/2016, publicado em agosto de 2015 no governo de Dilma Rousseff. O chefe de comunicação de Mandetta optou por não fazer licitação e renovar os contratos firmados nos governos lulopetistas, conforme informações do Portal da Transparência sob os contratos 04/2017, 05/2017, 06/2017 e 07/2017.  

Ugo Braga é figura carimbada nas licitações de publicade para dar um parecer técnico, já que estas licitações não são por menor valor, mas por critérios técnicos. Importante salientar que a mesma agência que atendia o Ministério do Esporte ligado ao PC do B no período em que Ugo Braga estava lá, é uma das quatro agências que hoje atende o Mnistério da Saúde.